Bo Bandit Darville ( Burt Reynolds ) é um contrabandista que aceita o desafio de levar um carregamento proibido de cerveja do Texas até Atla...

66 - Agarra-me se Puderes (Smokey and the Bandit/Hal Needham/1977)

Bo Bandit Darville (Burt Reynolds) é um contrabandista que aceita o desafio de levar um carregamento proibido de cerveja do Texas até Atlanta, ou seja 3000 km a serem percorridos escoltando e livrando de confusões seu caminhão, a bordo de um belo Muscle Car preto. Para ganhar os 80 mil dólares previstos, ele precisa realizar o trajeto em menos de 28 horas e no meio dessa situação ele dá carona para Carrie (Sally Field), uma noiva que acabou de abandonar o filho de um Xerife texano no altar, que passa a persegui - los de maneira desenfreada.

Havia muito tempo que tinha assistido esse filme e tinha esquecido o quanto essa comédia de aventura é legal  e engraçada. Burt Reynolds empresta toda sua canastrice, que cai perfeitamente, a lenda das estradas mais conhecida como Bandit. A trama do filme, na verdade, é um disfarce para o Diretor e Roteirista  Hal Needham fazer uma grande homenagem ao que os americanos mais gostam, carros. E eles aparecem de todos os tipos nesse filme, de preferência em alta velocidade. São modelos esportivos, picapes, utilitários, motohomes, caminhões...em cenas sempre feitas no braço, fazendo o CG de filmes como Velozes e Furiosos parecerem coisa de criança. Aliás, o Pontiac Firebird Trans - Am que Bandit dirige já vale o filme, não se fazem mais carros como antigamente....o bicho corre demais! Queria ver aqueles hyundais mixurucas que Vin Diesel dirige nas telas bater um peguinha com um desses...hehe...haja Nitro! 

O filme tem algumas imperfeições, como em algumas cenas se perceber nitidamente que são dublês que estão pilotando os possantes, uma boa quantidade de piadas racistas (eram os anos 70,  não existia politicamente correto) e em alguns momentos a quantidade de perseguições que terminam com carros da polícia dentro de lagos ou emcima de outros pode incomodar um pouco, mas por outro lado, temos a gracinha da Sally Field, em uma calça branca gostosinha, numa bela cena em que dão um close na sua bunda na posição em que Napoleão perdeu a guerra...hehehe...a trilha sonora country  também é outro destaque. Ainda  houveram duas continuações meio forçação de barra que ninguém lembra. Agarra-me se Puderes pode ser um filme descartável, mas diverte muito. Nota 07.

2 comentários:

Hugo disse...

Ótima lembrança, é um filme extremamente divertido e produzido numa época em que Burt Reynolds era astro.

As perseguições são legais e verdadeiras, diferente do estilo video game dos filmes atuais.

Por sinal, o diretor Hal Needham era dublê e fez outros filmes com perseguições também com Burt Reynolds, como "Quem Não Corra, Voa", "Um Rally Muito Louco" e "Hooper - O Homem das Mil Façanhas".

Abraço

Celo Silva disse...

Com certeza, é um filme bem divertido mesmo.
As cenas de perseguições são ótimas, de dar inveja. Não sabia que o diretor tinha sido dublê, talvez pelo conhecimento de causa ele tenha tido sucesso nas suas sequências de ação.
Vou anotar as suas dicas de outros filmes com Burt.
Obrigado pelo Visita, Hugo. Abração.