O Gabinete do Dr. Caligari é uma cultuada obra do cinema alemão que é considerada por muitos como um anti – manifesto expressionista, na v...

144 - O Gabinete do Dr. Caligari (Das Cabinet des Dr. Caligari/Robert Wiene/1920)


O Gabinete do Dr. Caligari é uma cultuada obra do cinema alemão que é considerada por muitos como um anti – manifesto expressionista, na verdade, o filme é uma interpretação visual da arte, da literatura e da arquitetura expressionista, com traços tortos, ângulos desconexos e narrativa que fogem de tradicionais soluções mais simplistas.
A historia é baseada em uma lenda do século XII, em que um monge manipula um sonâmbulo que acaba cometendo alguns assassinatos e atormentando uma cidade inteira. A lenda é atualizada e transposta para a época do filme, criando assim, talvez, um dos percussores dos filmes de assassinos seriais.
A realização do prolífico diretor Robert Wiene, considerado por muitos um realizador de segunda, é uma produção quase artesanal, que tem uma narrativa bem visual, com a excelente trilha sonora que da o tom das cenas, hora mais tensas ou mais dramáticas. Por ser um filme mudo, pode – se demorar um pouco a se conectar a trama, até pela dinâmica diferenciada, mas os closes que terminam em cortes e que abrem em outras cenas ajudam a dar uma edição mais rápida que acaba prendendo bem a atenção do expectador.
Acerca do diretor Robert Wiene, vale ainda ressaltar que apesar do sucesso do filme, ele acabou sendo bastante descriminado no seu país natal, por ter feito uma obra acusada de ter forte temática judaica e por isso não conseguiu emplacar mais nada substancial na Alemanha, principalmente por o país estar envolvido em iminentes guerras.
O Gabinete do Dr. Caligari ainda é um filme com cenas marcantes, principalmente as que o sonâmbulo Cesare aparece ou a seqüência final em que o Dr. Caligari (Werner Krauss) é perseguido até um asilo, aonde o mistério é revelado. Uma obra obrigatória para qualquer cinéfilo que se preocupe com a historia do cinema. Nota 10.

6 comentários:

disse...

Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

pudimdecinema disse...

Tenho que assistir esse filme que marcou o cinema!!!!

B-Cine disse...

Obra obrigatória para os fãs de cinema.
E pensar que alguns anos depois a Alemanha entraria em sua segunda guerra mundial..dá um apecto mais interessante ao filme.

Celo Silva disse...

Obra super interessante, que acabei conhecendo por intermedio seu.

Celo Silva disse...

Pudim, não deixe de assistir, vale a pena e é curto.

J. BRUNO disse...

Obra prima!!!
Ela realmente pode ser interpretada como um prelúdio da segunda guerra, todo o movimento expressionista traz consigo toda a carga do consciente coletivo do país que saíra devastado da 1° grande guerra, o pavor, o medo, a desfiguração são metáforas da angústia política vivida pela Alemanha naquele período