Hermie ( Gary Grimes ) é um garoto que está passando o verão de 1942 com a família em um bucólica ilha do litoral americano. Hermie compa...

125 - Verão de 42 (Summer of ´42/Robert Mulligan/1971)


Hermie (Gary Grimes) é um garoto que está passando o verão de 1942 com a família em um bucólica ilha do litoral americano. Hermie compartilha a amizade e a curiosidade pelo sexo oposto com outros dois amigos: Oscy (Jerry Houser) e Benjie (Oliver Conant). Eles vagam pela ilha, ora indo ao cinema, ora andando pela praia, espionando as meninas ou lendo livros sobre iniciação sexual.
Hermie guarda um sentimento especial por Dorothy (Jennifer O´Neill), uma mulher que tem o marido que foi lutar a segunda guerra e mora sozinha na ilha. Um dia, Hermie ajuda Dorothy com as compras no mercado e logo fazem amizade. Então, o garoto começa a freqüentar a casa da moça e o seu sentimento por ela vai aumentado, e aparentemente ela vai desenvolvendo um carinho pelo rapaz, mas tudo muda com um acontecimento inesperado na vida de Dorothy.
Verão de 42 foi o filme ganhador do Oscar de melhor trilha sonora original de 1972, e tem uma das canções instrumentais mais famosas de todos os tempos, tocada em muitos debutes. Porém, a obra do diretor Robert Mulligan não se resume a isso, na verdade é um filme que trata com delicadeza temas como: perda da inocência, iniciação sexual, morte e amadurecimento. O diretor consegue mesclar com competência todos esses assuntos e ainda emocionar o expectador.
Apesar de uma obra com enfoque dramático, o filme tem diversos momentos engraçados, principalmente os protagonizados pela trinca de amigos. Divertida demais as seqüências deles fazendo uma lista com o que devem fazer na hora do sexo ou quando Hermie vai a uma farmácia comprar um preservativo ou quando Oscy consegue perder a virgindade com uma menina da ilha. Uma das coisas que também me impressionaram foi a falta de informação sobre sexo que os adolescentes tinham naquela época, ao ponto de terem que obter dados sobre o assunto em um livro de medicina. Com certeza, os jovens eram muito mais ingênuos, mas esse é um charme todo especial dessa realização.
Na parte mais romântica e melancólica, o destaque é para a atuação da belíssima Jennifer O´Neill, que participou de outros filmes famosos como Scanners de David Cronenberg e Rio Lobo de 1970 com John Wayne. Jennifer faz a típica dona de casa americana, doce e simpática, que tem o marido que vai para o front na Europa. Os momentos dela com Hermie são inocentes, sutis e também belos e até certo ponto sensuais, mas sempre envolvendo uma aura romântica, apesar de o desfecho ser resolvido por um fato doloroso.
Verão de 42 foi uma obra que me agradou muito, conhecia o filme e o desprezava, talvez por guardar alguma semelhança com o anterior A Primeira Noite de um Homem de Mike Nichols, porém são produções totalmente distintas. Muitos me indicaram, mas demorei anos para assistir. Nada como ter uma grata surpresa de algo sem nenhuma expectativa. Nota 10.  

2 comentários:

Elson disse...

A cena de sexo com Jennifer O´Neill, é das melhores que já vi no cinema, de uma delicadeza ímpar.

Celo Silva disse...

Assino embaixo Elson, os pequenos detalhes engrandecem a cena. Obrigado pela visita. Um abraço.