O nome de Marylin Monroe vira e mexe sempre volta à pauta, é inevitável, até pelo mito que a atriz se tornou. Muito se espera dessa adap...

345 - O Príncipe Encantado (The Prince and the Showgirl/Laurence Olivier/1957)


O nome de Marylin Monroe vira e mexe sempre volta à pauta, é inevitável, até pelo mito que a atriz se tornou. Muito se espera dessa adaptação que esta para sair com Michelle Willians no papel da musa platinada. Se será algo notável somente o tempo dirá. Monroe é uma atriz que provou não ser desprovida de talento e por ter vivido um outro tempo acabou reduzida a papeis em sua maioria iguais, de moças sedutoras e falsamente ingênuas, como nesse divertido O Príncipe Encantado, em que faz uma atriz de teatro que se envolve em um impasse político entre um regente de um País europeu dos Bálcãs e seu filho adolescente aspirante a Rei.

O Príncipe Encantado é uma comédia romântica despretensiosa, que faz rir e tira sarro da pompa e circunstancia da realeza. Nessa proposta, Monroe faz seu trabalho muito bem, concebendo seu tipo de humor que mistura o estilo corporal com um tom sarcástico. Apesar de pouco convencer o enlace romântico que é amostrado entre a espevitada Elsie (Marylin Monroe) e o blasé Regente da Carpácia vivido pelo ator Laurence Olivier (que também dirigiu o filme), a obra tem bons momentos, como quando a moça vai jantar a primeira vez com o homem e ele tenta seduzi-la e acaba sendo esnobado de maneira hilária ou quando a Rainha meio esclerosada resolve lhe escolher como sua dama de honra e assim oferecer uma das muitas honrarias que a moça recebe durante o filme.

Claro que O Príncipe Encantado não é seu melhor trabalho e nem o que aparece mais sensual, até porque é bem perceptível algumas gordurinhas saltando no vestido branco que usa em praticamente toda a historia. Porém não deixa de ser delicioso poder assistir o trabalho de uma atriz que exala carisma e simpatia em cena, dominando cada espaço e usando pequenos detalhes para engrandecer um personagem que beira o superficial e bobo. São em filmes menores e menos importantes como esse que se percebe com mais clareza porque Monroe sempre será eternamente saudada.  


4 comentários:

alan raspante disse...

Não é mesmoo melhor trabalho da Monroe, é simpático, mas também nem tanto. Gosto dela aqui, mesmo que sua personagem seja bastante genérica.

Abs

Boa Tarde,acabei de conhecer seu Blog e o achei muito interessante. Estou seguindo e já adicionei em meus favoritos, estarei sempre aqui. Quanto esse filme O PRÍNCIPE ENCANTADO, basta ter a presença de Monroe que já é bom, se Monroe fizesse Crepúsculo esse também seria ótimo... kkkkk

Abração, espero sua visita.

Ah, mas as gordurinhas faziam parte da época. Chegou a ver algum episódio de MAD MEN? O lance naquele tempo era ser um pouco gordinha mesmo. Era assim que os homens gostavam, que a sociedade gostava.

Celo Silva disse...

Alan, é um bom filme, simpatico como disse e tem Monroe o que por si só já valeria uma olhada;

Jeferson, tenho andado bem atribulado, mas vou visitar o seu blog sim, Monroe em CREPUSCULO, bizarro hein?...hehehe

Ailton, não que eu ache ruim, adoro! Mas Monroe já apareceu mais em forma em outros filmes, acho q esse foi mais curva descendente de sua carreira, mas mesmo assim ainda é um filme legal;

Abs a Tds!