Drama familiar dirigido com competência por Jodie Foster , Um Novo Despertar é uma obra com tom de fabula, exaltada pela terna narração em ...

228 - Um Novo Despertar (The Beaver/Jodie Foster/2011)

Drama familiar dirigido com competência por Jodie Foster, Um Novo Despertar é uma obra com tom de fabula, exaltada pela terna narração em off, mas que não deixa de dialogar sobre as agruras da vida moderna, representada por Walter Black (Mel Gibson), sujeito até certo ponto bem sucedido, mas que cai em uma depressão sem precedentes, fazendo a  esposa (Jodie Foster) e os filhos perderem a esperança nele. A solução aparece na forma de um fantoche de um castor, que parece assumir as rédeas da vida de Walter e por onde o mesmo se comunica.

Claro que inicialmente a vida de Walter parece voltar ao normal, com a esposa se interessando novamente por ele e o filho pequeno admirando aquele fantoche estranho e divertido, somente o filho mais velho (Anton Yelchin) parece um tanto desconfiado e adverso ao uso daquele castor que não sai do braço do pai por nada e que inevitavelmente trará problemas para o homem. Um Novo Despertar também toca nesse assunto de relacionamentos difíceis entre pais e filhos. Há um uso excessivo de clichês, mas que não chegam a comprometer o filme, a presença de bons atores jovens como Anton Yelchin e Jennifer Lawrence, como um líder de torcida amargurada, dão um tom jovial a produção, que ainda carrega uma interessante trilha sonora.

No final, Um Novo Despertar, mesmo não sendo notável, é uma obra interessante em que Jodie Foster apresenta uma bem vinda porção diretora, que deve e merece ser explorada e Mel Gibson exercita seu lado ator que tem feito falta ao cinema.

13 comentários:

alan raspante disse...

Jodie Foster, né? Só isso o que me interessa neste filme. Espero ser surpreendido quando o ver ;)

Rafael W. disse...

Vi apenas o trailer, mas me parece um interessante estudo sobre a solidão humana.

http://cinelupinha.blogspot.com/

Considero o Mel Gibson um ator-autor. O filme é tanto dele quanto da Jodie Foster. Acho que não é à toa ele representar esse personagem deprimido, que tem sido recorrente em alguns trabalhos dele como ator, como O FIM DA ESCURIDÃO e SINAIS. Há culpa cristã está presente sempre em seus trabalhos.

Na última frase, quis dizer: "A culpa cristã está sempre presente em seus trabalhos."

Celo Silva disse...

Alan, Foster está bem na direção e atuando tb, mas Mel Gibson é o principal no filme, sua atuação ajuda a tornar crivel a situação;

Rafael, estudo sobre a solidão? Não sei se chega a tanto, mas mostra como o ser humano pode ser incompleto, mesmo com tantas posses;

Ailton, realmente esse é u ponto de vista verdadeiro, Gibson cristão fervoroso que é, parece sempre imbuir suas atuações dessas caracteristicas, desde o longuiquo MAquina Mortifera I.

Abs a tds!

Verdade. No primeiro MÁQUINA MORTÍFERA, o cara era um suicida! Será que isso interferiu em sua vida ou foi mero acidente ele pegar esse papel no início de sua carreira?

Celo Silva disse...

Ailton, se foi um mero acidente, foi daquelas conjunções do universos perfeitas...hehehe...realmente o papel parece feito para ele.

Acho que o filme é repleto se sutilezas que lhe aferem uma riqueza muito grande. Concordo, no entanto, que o talento e o carisma de Mel Gibson andam fazendo falta ao cinema.
Abs

Elson disse...

Filme com uma temática semelhante se chama A GAROTA IDEAL(Lars and the Real Girl), onde um sujeito (Ryan Gosling)começa um relacionamento nada convencional com uma boneca encontrada na internet e toda a população da cidade apoia pra não contrariar a loucura do personagem. Filme inusitado e
dos mais interessantes que vi ultimamente.

Celo Silva disse...

Reinaldo, é um filme de sutilezas mesmo, algumas q podem passar até sem perceber;

Elson, assisti esse LArs, com Ryan Gosling, excelente ator!É um filme interessante mesmo.

Abs!

pudimdecinema disse...

É bom ver grandes atores como Gibson firmando mais um trabalho que exige muita interpretação. Mas esse filme n meu atraiu muito n... parece uma versão teen de Náufrago (''Willllsssonnn!!!!!'')... hehehe


Sei lá, véi...

Abs!



Victor Ramos

Mel Gibson é outro que não me desce, prefiro ele dirigindo que na frente das câmeras. Enfim, este filme é interessanre, um bom exemplo de direção já que Jodie Foster é perfeita em tudo. Abs!

Celo Silva disse...

Victor, nada a ver com Naufrago, vale uma olhada;

Cris, acho q eu e mais um bocado de gente discorda de vc que Gibson não seja um grande ator. Um dos mais marcantes das ultima decadas de
Hollywood, seus filmes transcedem gerações, mas respeito seu ponto de vista;

Abs a Tds!