Nunca li nenhuma historia do Dylan Dog, cultuado quadrinho italiano da Bonelli Comics, mas como apreciador de uma boa HQ, fico imaginando co...

156 - Dylan Dog e as Criaturas da Noite (Dylan Dog:Dead of Night/Kevin Munroe/2010)

Nunca li nenhuma historia do Dylan Dog, cultuado quadrinho italiano da Bonelli Comics, mas como apreciador de uma boa HQ, fico imaginando como os fãs receberam esse filme do diretor Kevin Munroe, responsável pela animação mais recente das Tartarugas Ninja de 2007.

Para quem tem pouca afinidade com o personagem, como eu, Dylan Dog (Brandon Routh) é um detetive que investiga casos sobrenaturais e há algum tempo anterior a trama do filme funcionava como um mediador entre o mundo real e o sobrenatural, com direito a vampiros, lobisomens, demônios, zumbis e outras criaturas estranhas que forem surgindo. O filme narra os acontecimentos que envolvem um assassinato de um possível caçador de monstros que procurava por um artefato que pode dar o poder supremo a quem utiliza – lo.

Sou grande fã dos quadrinhos do Constantine da Vertigo Comics e achei o filme homônimo de 2005, apesar de guardar algumas semelhanças com a historia Vícios Malditos, um estupro ao personagem, com boa parte de sua mitologia modificada, ao ponto de suprimir todo o passado rock ´n roll do protagonista, transformando Constantine em um mero exorcista. Bom, mas voltando a Dylan Dog e as Criaturas da Noite, a semelhança com a película de Constantine, que já era ruim, me incomodou bastante, na verdade o personagem do filme, não confundir com o dos quadrinhos, parece um arremedo do Hellblazer, com estranhos momentos cômicos, inseridos com o personagem do zumbi parceiro de Dylan, Marcus (Sam Huntington). A historia achei um tanto confusa, parece que não flui, com cenas bem redundantes. A atuação de Brandon Routh também não ajuda, o seu Dylan é de uma inexpressividade grande. A falta de um vilão crível ajuda a tirar um pouco do interesse da obra, que se perde em algumas seqüências chatas de ação, que tem boa parte do CG bem mal feito, criando momentos bem artificiais.

Gostaria de ler uma outra resenha de uma fonte confiável desse Dylan Dog e as Criaturas da Noite, e tirar outras impressões, porque as minhas foram péssimas e olha que eu fui cheio de boa vontade. O filme tem data marcada para estrear no Brasil em 19 de agosto, mas se tiver algumas sessões testes, é bem provável que vá direto para DVD ou Blu Ray, talvez a melhor opção. Nota 04.

7 comentários:

pudimdecinema disse...

É... Vou confessar que tinha uma pontada de esperança com esse daí, mas parece que desapareceu. Vamos esperar agora a refilmagem do clássico A Hora do Espanto, e esse sim parece ser respeitável.

Ps: Belo texto.

Celo Silva disse...

Pudim, vlw pelo elogio, seus textos tb são otimos e me servem como inspiração. Qt ao filme, é daqueles q chega a dar sono, mas gostaria de ler uma resenha escrita por vc sobre ele. Vlw.

alan raspante disse...

Já tinha visto o pôster, e sabe, adoro pôsters e na maioria das vezes sou sempre fisgado pelo pôster. Eu também estava com uma esperança, mas quando eu vi que o ex-Superman iria ser o personagem principal, já é algo para gerar desconfiança, já que Brandon não faz boas escolhas cinematográficas.... Enfim, talvez eu veja, mas é um talvez bem minguado! hahaha

Celo Silva disse...

Alan, as vezes os posters, assim como traillers ficam muito acima dos filmes, é o marketing fazendo seu trabalho. Vlw

Deve ir para dvd mesmo. Eu já li Dylan dog e sempre preferi Constantine...
Diferentemente de vc, curti o filme do Francis Lawrence. Ainda não vi Dylan Dog, mas apreciei a coerência de sua postura em relação ao filme...

Abs

pudimdecinema disse...

Ah, que isso... vlw aí, Celo! Me sinto lisonjeado. Acho que vou assisti sim, é difícil eu resistir a esses sucessos, e vou gostar de escrever algo.
Vlw!

Celo Silva disse...

Reinaldo, vlw por mais um comentario interessante

Pudim, veja e escreva, vou mesmo adorar ler essa resenha. Vlw