Meu interesse com a serie Harry Potter sempre foi de mero expectador. Nunca li um livro, nem lembro de todos os nomes dos personagens e s...

174 - Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte II (Harry Potter and The Deathly Hallows: Part 2/David Yates/2011)


Meu interesse com a serie Harry Potter sempre foi de mero expectador. Nunca li um livro, nem lembro de todos os nomes dos personagens e suas magias ou o significado de alguns artefatos. Sempre ficando um pouco perdido durante os filmes. Acompanhei toda a filmografia e também sempre achei quase todos meio burocráticos, com exceção para Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, do diretor mexicano Alfonso Cuaron, que adorei, talvez por essa obra guardar um lado meio autoral do realizador.

Então, minha a ida ao cinema para conferir Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte II e o duelo final entre Harry e Lorde Voldemort foi sem muitas expectativas, mas o filme me surpreendeu e sai de alma lavada da sala, satisfeito com um desfecho digno para a maior saga cinematográfica de todos os tempos. Um filme repleto de bons momentos, focado nos personagens e deixando um pouco de lado os maneirismos estéticos da saga.

Somente nesse ultimo capitulo consegui entender integralmente a historia e não me senti perdido nenhum momento, talvez até pelo ritmo acelerado da obra do diretor inglês  David Yates, em que a ação vai tomando conta da tela em detrimento a cenas mais filosóficas presentes em outros filmes da serie.

Alguns coadjuvantes poucos explorados, como Neville Longbottom (Matthew Lewis) e Luna Lovegood (Evanna Lynch) tem participação decisiva nessa segunda parte e acabam ajudando a dar um tom mais heróico ao desfecho. O trio de protagonistas (Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint) entregam as suas melhores atuações, provando que tem qualidade para seguir na carreira. Outro personagem que cresce na historia é a professora Minerva (a veterana Maggie Smith), muito divertido assistir a contida professora indo para a batalha. Severo Snape (Alan Rickman) protagoniza uma das mais emocionantes cenas de toda a serie, alias, Severo foi escolhido em uma enquete inglesa como o melhor personagem da serie, acho eu que bem justo, o Severo de Rickman é cheio de nuances e mistérios.

Outra seqüência que destaco, é a que Harry se entrega para Voldemort mata – lo, quando seus Pais e o padrinho Sirius Black (Gary Oldman) aparecem para conforta – lo, até para quem não é fã exacerbado, a cena ficou muito bonita e tocante, percebi até algumas pessoas chorando no cinema nesse momento. A realização apresenta uma dose significativa de tensão, sangue, violência e mortes, o que me surpreendeu também.

A cena final, dos protagonistas mais velhos, é que achei desnecessária, uma concessão  para os fãs literários, mas é difícil mesmo agradar um publico tão grande e vasto que acompanhou Harry Potter durante tantos anos. Outro ponto negativo que também destaco em toda a saga é o Lorde Voldemort de Ralph Fiennes, será que aquele sujeito sem nariz mete medo em alguém?

A saga Harry Potter transcendeu a premissa de filmes para criança, bateu recordes, lucrou fortunas, principalmente para a escritora e idealizadora J. K. Rowling. Ainda marcou a vida de muitas pessoas e finalmente adquiriu lugar garantido no Panteão do cinema. Nota 08.

8 comentários:

Achei um FIASCO, decepcionante o filme, um final AMADOR ... fiquei com ódio profundo.

Celo Silva disse...

Cleber, seu depoimento não me surpreende, conversei com outras pessoas que não gostaram, mas na minha opnião essa parte final ficou acima da maioria dos outros filmes, que acho na maioria medios. Obrigado pela visita. Abração.

>>>>O trio de coadjuvante (Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint)

Não seria o trio de "protagonistas"? :)

Tá ficando como eu, publicando rápido, sem fazer revisão. hehehe

Celo Silva disse...

hahahah Ailton, vlw pelo toque e olha q reli o texto algumas vezes. Vou consertar agora.

Toda a saga HARRY POTTER é super interessante.
Abraços e venha recordar seus "vilões favoritos",

O Falcão Maltês

Natalia Xavier disse...

Concordo com vc a respeito de Voldemort. Nao mete medo e sempre foi motivo de chacota, aqui no mundo real.

Interessante observar o ponto de vista de quem nao leu o livro. E interessante ver o que ficou bem explicado ou nao nos filmes. Qdo a gnt le o livro a gnt nao consegue perceber essas coisas, por mais que tente abstrair.

Gosto mto da cena que Harry encontra sua familia pra dar uma forca, mas pra mim, a melhor cena sem duvida e da morte de Snape e as lembrancas na penseira...

Abs!

alan raspante disse...

Verei o filme hoje [20/07]. Verei por ser o fim mesmo. Sempre fico perdido com os acontecimentos! rs

[]s

Rodrigo Mendes disse...

Talvez com o tempo você mude a sua nota. Quem sabe?
Provavelmente o excesso de expectativas para a conclusão tenha sido o motivo...parece inacreditável que tenha acabado.

Eu gostei. Curti as minhas matinês e toda aquela brincadeira de feitiços. Tenho boas recordações de Harry Potter.

Abraços
Rodrigo