Sinceramente, não me sentia nem um pouco motivado para assistir esse Atividade Paranormal 3 , gostei do primeiro pela inovação no estilo “fa...

294 - Atividade Paranormal 3 (Paranormal Activity 3/Henry Joost, Ariel Schulman/2011)

Sinceramente, não me sentia nem um pouco motivado para assistir esse Atividade Paranormal 3, gostei do primeiro pela inovação no estilo “falso documentário”, mas é o tipo de produção que se desgasta em apenas uma incursão. Lendo alguns textos de pessoas confiáveis que elogiaram o filme fiquei tentado a assistir, pois alguns exaltaram como realmente assustador e definitivamente o filme supera o precursor e faz desse o melhor registro da franquia, sendo ainda baseado em uma historia real da década de 80.

O estilo mockumentary é muito bem empregado aqui, não se restringindo apenas a filmar o quarto do casal, até porque um dos protagonistas é um sujeito que trabalha filmando casamentos e logo que percebe algo estranho, enche a casa de câmeras. A tensão vem em uma crescente e a dupla de diretores cria um ambiente de terror bem real, se apossando de escuridões e fazendo o expectador se assustar muitas vezes, mesmo nas cenas em que não acontecem nada, até porque pode acontecer algo a qualquer momento. Atividade Paranormal 3 não se refuta em amostrar o que deve ser visto e consegue transmitir essa sensação aterradora muito bem.

Em uma das seqüências mais assustadoras, quando uma das filhas do casal e um amigo fazem à brincadeira do “Bloody Mary” dentro de um banheiro, percebi muita gente no cinema olhando para trás e acho que esse é o maior intento do filme: fazer sentir medo. De forma louvável, Atividade Paranormal 3 deixa uma pulga atrás da orelha, será que muitas vezes não somos observados e nem percebemos? Um amigo imaginário de uma criança nunca será apenas uma brincadeira para quem assistir a esse filme. 


12 comentários:

Bem ,estou meio cansado desse estilo "terror verdade", mas sua opinião me deu mais estímulo. Abraço!

Parece ser mais do mesmo, mas tem cara de ser realmente assustador. Assisti ao primeiro no cinema, e gostei da experiência.

abs!

E aquele lance da câmera no ventilador foi genial! E gerou pelo menos dois momentos arrepiantes. E cuidado com o Toby.

Tsu disse...

Oi Celo!
Valeu por ter curtido o meu texto sobre o Poe!
Sabe, eu me surpreendi em como as histórias do Poe são atemporais para diversas manifestações artisticas. Sejam filmes, contos, músicas..tem até uma banda chamada Nevermore e outra chamada House of Usher!

Acredita que eu ainda não vi nenhum desses 3 filmes? Sempre fiquei com receio porque os filmes de terror me decepcionam mas seu artigo me deu vontade de ver!
bjs!!!

Realmente esse filme não me anima nada...

O Falcão Maltês

Celo Silva disse...

Fabio, esse se utiliza muito bem do artificio, acho q vale uma olhada mesmo;

Victor, é melhor q o primeiro, pode te surpreender;

Ailton, as cenas da camera no ventilador foram sinistras mesmo, mas acho q a do banheiro foi a mais terrivel..hehehe...qd fui dormir fiquei com a imagem do sujeito na cabeça..hahaha;

Tsu, Poe sempre inspira qq q for a midia. Esses filmes de terror até q dão certo medo..haha;

Antonio, acho q não faz muito seu perfil, mas sei lá...hehehe

Abs a Tds!

renatocinema disse...

A primeira ideia da saga foi ótima.....depois......se perdeu, como todas as continuações.

Celo Silva disse...

Renato, acho esse terceiro bom, e foge um pouco dos dois primeiros pq é ambientado no passado.

Amanda Aouad disse...

De fato, esse terceiro consegue ser o melhor resolvido dos três, ainda assim, nenhum deles me dá medo realmente. Os melhores sustos, acabam sendo os falsos. Mas, consegue explicar bem a origem dos fenômenos e o link com os outros dois.

Celo Silva disse...

Amanda, esses filmes com assombrações me metem medo...hahaha...acho q sou meio cagão para isso e curti muito esse terceiro, não costumo acompanhar esse tipo de serie, mas esse me pegou em cheio. Fiquei satisfeito. Vlw pela visita!

Rato disse...

Vi o primeiro e chegou. Sinceramente, não tenho paciência de ver filmes em séries contínuas, apesar de ser fan do filme fantástico. Quando me aparecem pela frente sequelas de filmes que tiveram algum impacto, cheira-me sempre a "exploração" gratuita

O Rato Cinéfilo

Celo Silva disse...

Rato, explorar um filme q fez sucesso nos dias de hj acaba sendo inevitavel, mas as vezes surgem coisas boas como esse.