E m 2006, a diretora Sandra Werneck realizou o interessante documentário Meninas , que acompanhava 3 jovens de comunidades carentes e su...

315 - Sonhos Roubados (Sandra Werneck/2009)


Em 2006, a diretora Sandra Werneck realizou o interessante documentário Meninas, que acompanhava 3 jovens de comunidades carentes e suas iminentes gravidez que inevitavelmente mudariam o cotidiano de suas vidas. A diretora parece ter ficado atraída pela sofrida vida dessas adolescentes que tem suas utopias praticamente arrancadas de si, devido ao tipo de vida que levam, umas pela falta de informação, outras por abandono e outras ainda pela falta de responsabilidade mesmo e talvez dessa vontade de ir um pouco mais fundo nesse contexto saiu o também bom, só que ficcional Sonhos Roubados.

Em Sonhos Roubados, a câmera de Sandra Werneck acompanha em um tom semi-documental o cotidiano de 3 amigas que entre seus 14 e 17 anos vivem uma vida de prostituição no RJ. A diretora, diferente de outras produções que já tocaram no tema, humaniza as personagens e trás um perfil especial para cada uma por trás de como ganham a vida. Jéssica (Nanda Costa excelente) a mais madura do grupo e personagem principal, mora com o avô (Nelson Xavier) aparentemente tuberculoso e tenta criar a filha que teve ainda bem jovem enquanto disputa a guarda da mesma com o pai e avó da criança que são evangélicos fervorosos. Sabrina (Kika Farias), filha de imigrantes nordestinos, é a mais desgarrada de família, se envolve com um poderoso criminoso e para ter uma vida melhor, precisa se adaptar as regras impostas pelo sujeito. E por ultima, Daiane (Amanda Diniz), a mais jovem e ingênua, que é criada por familiares e sofre assédio do tio (Daniel Dantas) enquanto se envereda pela “vida fácil”, mas mesmo assim sonha com uma festa de 15 anos e com a valsa com seu pai (Ângelo Antonio), que não lhe dá a mínima atenção. Daiane tem na bonita amizade com uma cabeleireira (Marieta Severo) seu verdadeiro porto seguro.

Essa é a representação da vida que levam as meninas, que mesmo sofrendo e perdendo a inocência um tanto cedo, tentam se manter fieis a seus mais íntimos desejos, seja Jéssica se apaixonando por um presidiário (M.V. Bill) ou Sabrina engravidando do seu namorado criminoso e resolvendo ter o seu sonhado filho sozinha, mesmo que para isso tenha que voltar a se prostituir ou Daiane chantageando seu omisso pai para que consiga sua festa de 15 anos. Apoiada por uma ótima atuação das jovens, que compram literalmente seus personagens e pelo talentoso elenco coadjuvante, Sandra Werneck aplica um competente olhar bem cru sobre o dia a dia de cada uma delas, poderia até mostrá-las com certa utopia, como princesinhas sem reino, mas a visão é de meninas sofridas com suas vidas e com seus sonhos maculados, por isso o titulo Sonhos Roubados caia tão perfeitamente nessa obra.


8 comentários:

J. BRUNO disse...

Confesso que até então eu tinha ouvido falar pouco deste filme... confesso que tenho estado distante do cinema nacional já ha um bom tempo. Nos últimos anos, com exceção de Tropa de Elite (1 e 2), acho que o único longa nacional para qual tiro o chapéu sem restrições é Não Por Acaso... Mas pela sua resenha fiquei curioso, gosto da Nanda Costa, vou tentar encontrar pra assistir...

Carol Machado disse...

Oi Celo, fiquei com vontade de ver o filme, a temática é muito interessante. Suas resenhas são sempre ótimas, vou procurar para ver...Bjo grande!

CELO, acho que já falei aqui em seu blog sobre meu distanciamento involuntário do cinema nacional. Confesso que tenho até vergonha quando confesso isso, pois há muitos filmes brasileiros excelentes! Não conheço esse aí... seu texto me deixou com todas as pontas de curiosidade!

A respeito de seu comentário lá no blog, esse lance da preguiça é triste. Na verdade, acho que foi cansaço acumulado mesmo. Pois, dormi as 19:00 h, ontem e só acordei hj... caramba! Estava precisando disso!!! Sobre o banho gelado... adoro! Aqui em casa, sou a única que toma banho em água fria. O restante, pode estar fazendo um calor dos infernos que o chuveiro fica ligado no quentão. Então quer dizer que seu filho adora PALAVRA CANTADA?? Parabéns por incentivá-lo a escutar... é excelente opção de música para crianças(hj em dia estamos precisando de boas músicas)... eu sempre ouço com meus alunos. Tenho todas as canções deles. Outra dica de músicas para crianças, que ouço sempre, são as da BIA BEDRAN. Ela é óooootima... bjs e ótimo fim de semana!

Amanda Aouad disse...

É, "também bom", mas não ótimo. Acho que a ficção aqui fez o tema perder a força que tinha sido tão bem explorado em Meninas. Acho que o roteiro pecou um pouco na condução da trama.

bjs

Celo, respondi a Meme enviado por um amigo sobre as 10 coisas que sinto saudades. Ia enviar um convite para você fazer o mesmo, mas como o seu blog tem uma estrutura diferente de publicar apenas comentários de filmes fiquei em dúvida, mas se quiser fazer, o convite está feito.

Celo, respondi a Meme enviado por um amigo sobre as 10 coisas que sinto saudades. Ia enviar um convite para você fazer o mesmo, mas como o seu blog tem uma estrutura diferente de publicar apenas comentários de filmes fiquei em dúvida, mas se quiser fazer, o convite está feito.

Celo Silva disse...

Bruno, pô cara, o cinema nacional vale uma olhada de vez em qd, muitas produções realmente boas, não deixa de ver não;

Carol, vlw pelos elogios, vc é sempre bem vinda aqui e veja o filme, vale uma olhada sim;

Joicy, não deixe de acompanhar as produções brasileiras, tem muita coisa boa!

Celo Silva disse...

Amanda, talvez tenha pecado mesmo, mas a intenção pode ter sido tb de mostrar o cotidiano delas;

Gilberto, obrigado pelo convite! Mas cara to tão sem tempo q acho q não sei se poderei realizar, mas fica a dica, vou pensar com carinha nisso;

Abs a Tds!