Dizem que Sofia Coppola se assustou com o trabalho de filmar uma super - produção como "Maria Antonieta" e resolveu se voltar para...

17 - Um Lugar Qualquer (Somewhere/Sofia Coppola/2010)

Dizem que Sofia Coppola se assustou com o trabalho de filmar uma super - produção como "Maria Antonieta" e resolveu se voltar para o que ela faz melhor:  filmes menores e intimistas. "Um Lugar Qualquer" nos remete a "Encontros e Desencontros", sua obra mais apreciada, mas as comparações ficam somente pelo filme ser passado em Hotéis. "Um Lugar Qualquer" é um filme mais minimalista que "Encontros e Desencontros", as melhores cenas tem poucos diálogos ou quase nenhum, os sentimentos são representados através de gestos ,olhares ou pela letargia dos personagens; sempre parecendo com medo de externarem o que sentem. Stephen Dorff vive um ator de filmes de ação famoso que mora em um hotel e tem uma vida pessoal  desregrada e soberba. Um dia, sua filha pré - adolescente aparece para ficar com ele, já que a mãe pertubada acaba meio que a abandonando. Através do convívio forçado, eles acabam se conhecendo melhor e percebendo como perderam momentos únicos da vida ficando afastados; uma das melhores cenas do filme é quando o personagem de Dorff fala de maneira quase inaudível para a filha o quanto lamenta não estar mais presente. Desde "O Poder de um Jovem" havia desistido de Stephen Dorff, sempre fazendo papéis de vilão ou filmes de ação de segunda, mas nesse ele está bem e parecendo representar a si; porém quando a bela Elle Faning entra em cena parece roubar o filme, a menina brilha como um Sol. "Um Lugar Qualquer" é um filme obrigatório para quem é cinéfilo ou para quem precisa de um afago no coração. Nota 10.

3 comentários:

B-Cine disse...

Esse da Sofia promete... eu adoro Encontros e Desencontros.
Agora, menos diálogos do que encontros e desencontros???? Daqui a pouco ela vai conceber um filme mudo

Celo Silva disse...

Sofia está ficando especialista em filmes detalhistas, ela vai lapidando suas realizações como se fosse uma artesã. Imperdivel também.

Cleide Maria disse...

Diz muito, com pouco... Cleide Fayad